Mês: maio 2012

Pesadelo de menina

Bom dia!

O texto dessa semana na verdade é um artigo, que foi publicado no Estadão esta semana da antropóloga Debora Diniz que fala sobre a polemica declaração da cantora Xuxa ao programa Fantástico da Rede Globo.

Boa Leitura

Xuxa em Sonho de Menina foi um filme para crianças. A personagem vivida pela rainha dos baixinhos era uma professora de matemática que sonhava em ser atriz. Sem grandes expectativas de roteiro, o filme combinou fantasia com relances biográficos de Xuxa, uma mulher também a meio caminho entre a realidade e a ficção. 

Anúncios

O tiozão conquistador

Texto de Márcio Caetano na Piauí de Maio fala sobre a idade ideal de uma namorada. Um texto muito divertido e leve.

Boa Leitura!

“Em primeiro lugar, preciso esclarecer que só aceitei publicar este depoimento porque uma estagiária bem jeitosinha aqui da imobiliária, que acaba de completar 23 primaverinhas, me disse – com aquele jeitinho de estagiária jeitosinha que acaba de completar 23 primaverinhas – que achariairado ver o meu nome estampado nas páginas desta revista, cujas capas, segundo ela, são sinistras. Confesso que não conhecia. Minhas leituras vão mais na direção de Cigar Aficionado e Yachts & Boats.”

Vida de Escritor

Bom Dia, hoje trago pra vocês uma indicação de leitura diferente. Um livro de Gay Talese lançado em 1999, que como diz o proprio titulo fala de como é a rotina do escritor. A seguir, temos uma resenha do livro, e no Ambiente Virtual de Aprendizagem teremos um trecho do texto para ser analisado.

Boa Leitura!

Sábado à tarde, 10 de julho de 1999. O jornalista Gay Talese, um dos mais renomados escritores de não-ficção dos Estados Unidos, zapeia os canais da TV no intervalo do jogo de beisebol, quando chama sua atenção a transmissão da final da Copa do Mundo feminina de futebol. China contra Estados Unidos. Na decisão por pênaltis, o time da casa vence as chinesas, que entregam o título após uma cobrança defendida pela goleira norte-americana.

Respiro ameaçado

O texto de hoje traz como é a vida das mulheres afegãs.

Qais engatinha sobre o tapete, tenta ficar de pé e cai entre as almofadas. O pai sorri. É seu primeiro filho. Ele e a mulher não pretendiam pegar o menino, mas Alá só lhes mandou filhas mulheres. Com a perspectiva da volta do Taleban, quem vai cuidar da família no futuro? Abdul Halim, o pai, tem 37 anos – a expectativa de vida no Afeganistão é de 42. Ele decidiu comprar Qais por US$ 1 mil em uma maternidade de Cabul. No caso de o futuro sombrio chegar, o bebê será o protetor da família. Um filho guardião.

Boa Leitura.