Amor à Vida

 
Extraído do blog jangadeiroonline.com.br

Na última terça-feira faleceu José Alencar, ex-vice-Presidente do Brasil. Uma figura pública que teve uma biografia lançada no ano passado pela colunista da Folha de S. Paulo Eliane Cantanhêde. A sugestão do Jorliteratura para essa semana é um trecho entitulado A festa do livro José Alencar – Amor à Vida.

Anúncios

10 comentários

  1. Sempre me emociono muito com a história de vida do José de Alencar. Sofri junto com ele cada vez que ouvia notícias que ele estava no hospital. Chorei com a entrevista que ele deu no progrma do Jô Soares, na qual ele revelou um fato que fez minha admiração por este homem crescer, ele foi escoteiro, e segundo o próprio lá aprendeu que sempre deve sorrir nas adversidades. A parte do livro escrito pela Eliane Cantanhêde, entitulada como “A Festa” me mostrou um lado até então desconhecido de Alencar, brincalhão e ao mesmo tempo muito focado nos negócios. Ao ler o texto, a estilo me pareceu de um perfil, assim como o escrito por Gay Talase sobre Frank Sinatra (“Frank Sinatra está resfriado”), os momentos descritos das vidas de ambos são diferentes, mas nos transmitem a mesma emoção e cumplicidade do autor para com o seu personagem. O texto é parte de uma Biografia que conta como Alencar foi do menino pobre de Caratinga a Vice Presidente do Brasil. A frase final dita pelo agora Ex-Presidente Luis Inácio Lula da Silva ao fim do texto traçou a história do país dali pra frente: “Encontrei o meu vice”. Este texto foi um belo aperitivo do que deve ser o livro. Deu vontade de sentar e ter uma boa leitura!

  2. Esse texto, com certeza, foi o complemento da aula de hoje.
    Gostei de conhecer um pouco mais sobre perfis, e ainda as diferenças entre estes e a biografia. Fiquei empolgada para fazer meu texto.

    Em relação a essa obra, lendo apenas esse trecho, fiquei com vontade de ler o restante do livro.

    E uma outra observação que gostaria de fazer…Depois das aulas de jornalismo literário, passo a ler os textos com muito mais atenção e cuidado. Muitos textos que antes nem consideraria como jornalísticos, hoje aprecio com outos olhos.

  3. Não vou entrar nos detalhes da Falha, mas enfim, jornalismo literário é mesmo uma coisa bonita, não?
    Zé Alencar faz jus a uma biografia e a perfis… bela história, pena que nem sempre os relatos são bons.
    Na aula, disse que todo mundo merece perfil e a Cyntia completou que o negócio é pensar no que falar sobre… Zé merece mais. Merece o ódio, em 2001, dos petistas por causa da coligação e por assumir o posto de vice do Lula. “O cara é católico”, “O cara é da igreja…”, e durante 8 anos, foi isso. Foi paixão. Petistas voltaram atrás, assumiram o “equívoco” e não é que choraram a morte do homem? Isso sim merece constar num perfil.

  4. O texto de jornalismo literário torna a leitura mais agradável. Uma notícia sobre a morte do ex-vice presidente requer um interesse político por parte dos leitores, enquanto que o texto literário atrai a atenção de leigos na política também.

    Não gosto dos textos de Eliane Cantanhêde, a posição política dela remete a preconceitos e arrogância.

  5. Concordo com a Jú Brunório! O texto complementa o que discutimos em sala de aula na última sexta-feira. Perfis são coisas que me surpreendem a cada vez que leio um. Os detlahes são impressionantes e mostram que o jornalista precisa ser muito atento ao escrever algo como isso.

  6. O trecho da obra da jornalista ilustra o que discutimos em aula sobre perfis. Em minha oponião, ela destaca mais um aspecto “lutador” de José Alencar ao longo do livro e o transforma num ícone de superadores do câncer, pois ele conciliou tratamento e trabalho e nunca desistiu de seus objetivos.
    As aulas de jornalismo literário me incentivaram a analisar os textos sob um outro olhar, pois agora percebo nos detalhes onde está presente recursos de jornalismo literário.

  7. Apesar de o livro ser sobre a biografia de José Alencar, quando li esse texto lembrei da Cyntia lendo um trecho daquele Livro Amarelo do Terminal. Relata muito bem o momento da festa de Alencar, mas com muita informação.

  8. Sobre essa indicação de leitura, o destaque é para a IMERSÃO da autora. Ela descreve cada detalhe da tal festa, quem disse o quê, quem falou depois de quem, como as coisas aconteceram, até chegar no ponto que parece ser o mais interessante, o momento em que Lula decide internamente que Alencar será seu vice. A autora faz isso cronológicamete, mas poderia ter utilizado outras formas para contar essa mesma festa, talvez até começando o capítulo com a informação que o encerra, entretanto, marcando seu ESTILO no livro, optou pela cronologia dos fatos. Talvez esse capítulo não seja o mais empolgante de todo o livro, eu considerei um pouco cansativo tantas reproduções de discursos e diálogos, mas era o único capítulo do livro que estava disponível para acesso e leitura. Independentemente do posicionamento político de cada um de nós, que pode nos levar a perceber entrelinhas distintas, o esforço feito pela autora no sentido de focar os acontecimentos no seu biografado é perceptível e inegável. Boa leitura!!!

  9. Pode parecer um comentário comum, mas José Alencar foi um exemplo de luta. Cada vez que ele tinha alta do hospital e dava uma entrevista era realmente emocionante, e com certeza estimulante para aqueles que também tentavam combater o câncer. Esse trecho da vida dele, que está no livro, foi muito comentado pela mídia quando ele faleceu, assim como outros momentos marcantes na vida do ex-presidente. A autora destaca Alencar como uma pessoa lutadora desde muito cedo e não só durante a sua doença.

  10. Os perfis são também uma maneira de conhecermos pessoas de difícil acesso, e esse trecho do livro mostra um lado de Alencar que todos nós quando líamos ou assistíamos algo sobre ele, era (pelo menos para mim) marcante. A força e a garra que o ex-presidente possuía para continuar seu caminho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s